A revista zOOm – Fotografia Prática ofereceu, recentemente, duas vagas no Workshop “Fotografia de Alta Velocidade” realizado pela Ligh Factory no dia 22 de Outubro 2011. Um dos vencedores do passatempo que levámos a cabo foi o Márcio Santos, que agora nos deixa a sua opinião.

—–

“O workshop foi uma experiência muito criativa e adorável…

Estivemos sobre a tutela de José Luís Diniz e com a intervenção do João Raposo – representante da AmberPixel – a auxiliar e a incentivar-nos na parte criativa e prática… E bem recebido pela Conceição Pires da LightFactory.

O workshop iniciou-se com a parte teórica, a base da fotografia de alta-velocidade, e a apresentação do AX3 da Amberpixel…

Fiquei surpreso por descobrir que o AX3 é um produto de desenvolvimento e fabrico português. E realmente o que é português é bom…

Éramos cerca de 13 participantes, depois divididos em grupos de três a quatro pessoas por três salas temáticas dedicadas, cada uma, a um dos tipos de sensores que o AX3 trás de origem:
-uma para o sensor de impacto
-uma para os sensores de infravermelhos
-e outra para o Som

Cada sala tinha os mais diversos materiais que poderiam ser utilizados para a realização de fotografias de alta-velocidade e para criar o cenário que pretendíamos captar pela objetiva.

Todas as experiências fotográficas eram realizadas de forma conjunta entre os participantes de cada grupo. Um para manusear o AX3, outro para tratar a luz e outro para dar início à ação.

Os formadores participaram, por vezes, nos primeiros passos – para que perdêssemos o medo de manusear o material.

Neste workshop não foi dada qualquer base escrita como apoio, mas também não a acho importante pela forma como foi passada – só posso falar por mim – pois acho que consegui absorver a essência da técnica…

No final do workshop foi exibido a todos os resultados do workshop, com a promessa de nos fazer chegar um link com as imagens para as podermos mais tarde recordar…

Um abraço e muito agradecido por me terem dado a oportunidade de participar.”