[Nikon D90 . 18mm . f/5.6 . 3″ . ISO 400] – Clique para ver maior

Quando um fotógrafo diz que vai “dar uns tiros”, isso significa que vai tirar umas fotografias. A não ser que esteja a participar num projeto do fotógrafo Paulo Pires e da empresa Amberpixel. Nesse caso, é bem provável que esteja a falar de tiros a sério. Com armas de fogo e tudo.

Foi o que aconteceu nesta sessão de fotografia de Alta Velocidade que a zOOm acompanhou e que incluiu disparos de diferentes armas e munições. O resultado final foi verdadeiramente espetacular.

Foi possível captar a saída das balas da arma, proporcionando fotografias de invulgar beleza. A velocidade, a projeção de pólvora e a temperatura elevada no momento do disparo resultam num jogo de cor e luz raramente captados em câmara fotográfica.

O cenário deste projeto foi a unidade industrial da Browning, localizada em Viana do Castelo. Como se impõe, neste tipo de situações, tudo aconteceu em ambiente controlado, com os níveis máximos de segurança.

Os disparos foram efetuados por um profissional altamente qualificado e, em nenhum momento, o equipamento ou o pessoal envolvido estiveram expostos a qualquer tipo de perigo.

Daí ser tão importante sublinhar a máxima que vale neste tipo de situações: não tente fazer isto em casa. As armas de fogo devem ser manejadas de forma responsável e o seu uso só deve ser feito em locais apropriados, por pessoal legalmente habilitado para tal.

A organização agradece a toda a equipa da Browning, em especial ao atirador de serviço Jorge Baptista, que foram incansáveis no apoio a esta iniciativa.

[Nikon D90 . 18mm . f/5.6 . 1.6″ . ISO 400]