Olhares do Coração de um Sénior

mm

Joaquim Silva

"Sou um sénior, nascido em Ramalde - Porto, a 26 de Julho de 1950. Sempre vivi na zona do Grande Porto, cidade que me continua a fascinar e que estou constantemente a redescobrir. Há 30 anos que vivo em Folgosa freguesia rural da Maia. Em 2009, por razões familiares e por vontade própria pedi a reforma, que com alguma dificuldade, pois só tinha 59 anos, obtive. Para mim foi uma “libertação”, pois comecei a dedicar-me, quase exclusivamente a quem amava, a Família (mãe, mulher, filha e netos) e a gerir o meu tempo. Vi-me confrontado, com o dilema de como ocupar o “meu tempo”: a parte física, tudo bem, praticava desporto: ténis e natação e fazia regularmente caminhadas de média e longa distância, Sou Peregrino, durante 11 anos, ia a pé a Fátima e depois durante 10 anos tornei-me Peregrino de Santiago. Nessa altura aparece a fotografia documental do Caminho, posteriormente transformadas em vídeos, partilhados no Youtube (Joaquimsilva50), fotografia responsável pela “manutenção” da minha parte
intelectual.

Visite o meu Website
Ver todos os Posts

… A fotografia faz parte da minha vida, há bastantes, anos. Desde, 1971, que registo “olhares do coração”, quer em slides, quer em papel… mas em 2009, quando vim reformado é que decidi que a Fotografia seria o hobby escolhido para a gestão da parte mental/emocional da minha vida. A minha primeira máquina, foi digital, foi uma Olympus E-420, que vinha com 2 objectivas 14-42 e 40-150, máquina que me acompanhou durante 3 anos essencialmente, nos Caminhos de Santiago e em fotografias Urbanas. Foi responsável por aumentar o gosto pelo hobby que eu tinha escolhido.

Nikon D5100 . Nikon 18-300mmF/3.5-5.6 @18mm . f/9 . 2.5″ . ISO 100 – Torreira
Torreira
Torreira
Torreira
Torreira

Em 2012, como prenda de anos comprei uma Nikon D5100, que trazia no kit, duas objectivas 18-55 e 55-200, passado um ano comprei uma objectiva 18-300, a que eu chamo a minha “todo terreno”.

Em 2015, a fotografia que até então era um agradável hobby, que me dava imenso prazer, bem depressa se transformou numa paixão, que continua em crescendo, exigindo de mim uma constante evolução em todas as vertentes, planificação, composição e edição de imagem. Nesse ano, conheci dois “jovens” que mudaram por completo o modo como eu via/sentia a fotografia. No Grupo de Fotografia Photo Details, Paulo Pereira e José Moreira, deram-me a conhecer uma realidade, até ao momento inexplorada por mim e fizeram-me crescer em todos os sentidos. Desde esse tempo até ao presente O Grupo, composto por elementos que partilham a mesma paixão, têm me feito crescer como Homem e como fotógrafo, não vou citar nomes, mas todos eles representam para mim um bocado do meu Ser.

Nikon D7200 . Tokina 11-16mmF/2.8 @11mm . f/13 . 1.0″ . ISO 100 – Capela do Senhor da Pedra
Nikon D7200 . Tokina 11-16mmF/2.8 @16mm . f/8 . 0.6″ . ISO 100 – Capela do Senhor da Pedra

… Actualmente tenho uma Nikon D7200, como objectivas mantenho a minha “todo terreno” 18-300, tenho uma Tokina 11-16 e uma Nikon 16-35, investi igualmente num tripé vanguard e em Filtros degradés e de densidade neutra, bem como um polarizador. Quando comprei esta máquina, que me satisfaz plenamente, procurei ler bem o manual de instruções, dominar os diversos menus, para potencializar/rentabilizar as capacidades da máquina

Serra da Estrela
Serra da Estrela

Desde 2015, como já referi, passei a ter uma paixão crescente pela fotografia de paisagem e a ter a certeza do que queria fazer. A preciosa atenção do Paulo e do Zé, fizeram com que eu neste momento tenha a consciência exata daquilo que quero quando vou fotografar.

Nikon D7200 . Nikon 18-300mmF/3.5-5.6 @35mm . f/8 . 1/320″ . ISO 100 – Alto Douro Vinhateiro
Nikon D7200 . Nikon 18-300mmF/3.5-5.6 @30mm . f/5.6 . 1/320″ . ISO 100 – Alto Douro Vinhateiro
Nikon D7200 . Nikon 18-300mmF/3.5-5.6 @21mm . f/8 . 1/640″ . ISO 160 – Alto Douro Vinhateiro
Nikon D7200 . Nikon 18-300mmF/3.5-5.6 @100mm . f/8 . 1/640″ . ISO 160 – Alto Douro Vinhateiro
Nikon D7200 . Nikon 16-35mmF/4.0 @16mm . f/9 . 1/20″ . ISO 100 – Alto Douro Vinhateiro

Na fotografia de Paisagem:

-Ter a noção do que vou fotografar, Estudar o tempo, as marés, o local/horário onde o sol nasce ou se põe, aqui utilizo o www.photoephemeris.com, nunca me esquecendo que estarei sempre nas mãos da Mãe Natureza;
– Ter o cuidado de verificar, se as definições da máquina estão corretas, bem como todo o material complementar;
– Na fotografia de paisagem, costumo utilizar o objectiva Tokina 11- 16 mm f/2.8 ou então a Nikon 16-35 mm f/4;
– Uso normalmente tripé;
– Faço inúmeras vezes o bracketing e gosto igualmente de fazer panorâmicas;
– Utilizo bastante os filtros que possuo.

A fotografia permitiu-me olhar com outros olhares a paisagem que me rodeia, bem como “explorar” este cantinho à beira mar plantado que tão pouco valorizamos às vezes.

Porto

Adoro fotografar o nascer de um novo dia. Sinto-me um privilegiado em ter a oportunidade de me levantar cedo e esperar que o novo dia surja, não me canso.

Encanta-me a astrofotografia, um mistério que vou descobrindo aos poucos.

Na fotografia considero-me e consideram-me um irreverente, que gosta de violar as regras pré-estabelecidas, mesmo quando em grupo, procuro não me “colar” a ninguém e fazer a minha foto, sabendo que corro alguns riscos.

Adoro sair da minha zona de conforto, e absorver tudo o que se passa em meu redor.

Vivo o Agora intensamente como se não houvesse amanhã.

Nikon D7200 . Nikon 18-300mmF/3.5-5.6 @30mm . f/8 . 1/400″ . ISO 100 – Farol de Felgueiras – Porto
Farol da Boa Nova – Leça da Palmeira
Foz do Rio Tedo

 

Também poderá gostar

2 comentários

  1. Há algum tempo acompanho as belíssimas imagens eternizadas pelo olhar de Joaquim Silva. Adoro apreciar a sutileza e sensibilidade de quem registra a natureza e meu amigo Joaquim o faz muito bem! Parabéns meu amigo! Que sigas nos brindando com suas belas capturas!
    Um abraço,
    Alice ( Florianópolis, Brasil)

  2. Joaquim, é sempre um prazer privar alguns destes momentos contigo. Só se consegue ensinar aqueles que querem aprender algo. Ao longo destes anos, evoluíste na técnica e absorveste muitos conselhos. É notório que a tua fotografia evoluiu bastante. A fotografia de paisagem não é só sobre a fotografia.. é sim, sobre a viagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *